Sobre Gi Ferro

Sou ativista pela causa do Autismo com a finalidade de Combater o Preconceito da melhor forma possível, que é levando informação pertinente a sociedade. Sou Autora e Diretora da Instituição Viver Autismo e mãe de duas Autistas.

3 Comentários


  1. Adorei sua matéria tbm estou passando por essa fase,meu filho Gabriel entrou na puberdade precoce pois ele só tem 9 anos.Como vc tbm estou aprendendo a lidar com isso mesmo sem ter ideia de como fazer.Mal aprendi a lidar com a infância dele agora tenho que administrar uma pré adolescência rsrsr


  2. Olá andréa tudo bem?
    Sim é algo que agora depois de 3 meses apenas estou começando a entender e de fato me fortalece, pois ja vou me preparando para quando a mais nova que tambem é autista chegar nessa fase, claro que com menos dificuldades, mas com reaçoes que serão de fato algo anormal para ela.
    Sobre a fase de puberdade é algo que a principio sentia muito medo , quando aconteceu foi algo que no primeiro momento nao me assustei , mas hoje vem ocorrendo as duvidas ate para que eu possa explicar a outras maes que assim como nós passamos hoje, para deixar as outras cientes da fase adolescente , como é , como lidar , as duvidas frequentes e por ai a diante.
    Caso queira entrar em contato comigo me add :https://pt-br.facebook.com/www.viverautismo.com.br
    Esse é meu face pessoal.
    Te espero por lá.

    Um super beijo.

  3. Darlene Ribeiro

    Olá sou mãe da Laís que é autista e tem 24 anos,tb passei por essa fase,a primeira menstruação dela foi aos 13 anos,foi uma mudança radical no seu comportamento,passou a ser muito agressiva,na época houve uma mudança radical em nossas vidas,mudamos de cidade e isso foi mt ruim para ela.Atualmente percebo que ela fica mt agitada,tem crises de agressividade quando entra na fase da lua cheia,é incrível a influencia da lua,sempre que ela fica assim,vou logo ver se a lua está cheia,e não da outra,lá está a lua brilhando linda no céu.Com o passar dos anos aprendemos a respeitar a vontade e o querer da nossa Laís,se ela quer ficar deitada o dia todo ela fica,se ela quiser ficar passeando o dia todo vamos passear,não obrigo ela a fazer o que ela não quer,e assim conseguimos viver em paz.Ela não fala,mas consegue se comunicar apontando,tentando emitir sons,pegando revista e mostrando o objeto q deseja,o autista tem a mente perfeita,eles entende tudo o q vc fala,mas fica na dele,só reagi quando algo é do seu agrado ou interesse.A mente não comanda o copo,eles sabem o que é certo e o que é errado,porém não conseguem controlar a vontade intensa de fazer as coisas erradas,bizarras,faz tudo ao contrario da sociedade,não possuem superego e tem o id enorme,não há limites ou pudores para o autista.Cabe a nós profissionais e pais sempre orientar,não desistir de ensinar.Um dia teremos vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *