AutCraft é o servidor de Minecraft para Crianças Autistas

Infelizmente, grande parte da nossa sociedade ainda não compreende nem respeita o que é o autismo. Isso se replica em todas as esferas, desde a escola até uma simples jogatina de Minecraft. Acredite se quiser, mas muitas crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) sofrem preconceito ao jogar o game de bloquinhos. Por conta disso, Stuart Duncan, um pai que cansou de ver o seu filho sofrer com esse tipo de coisa, criou um servidor dedicado para Minecraft que se chama Autcraft. O objetivo é Continue

Autismo e Trabalho – Everis inclui portadores de autismo em seu quadro.

AUTISMO E TRABALHO – A empresa  Everis, consultoria de TI do grupo japonês NTT Data, está incluindo profissionais com autismo no quadro de funcionários de sua operação brasileira. A primeira profissional autista a ser contratada foi Vitória Gimenez, de 21 anos de idade. Vitória é estudante de Mecatrônica e trabalha agora no centro de Certificação de Aplicações, juntamente com 12 consultores. Esta é uma parceria com a Specialisterne Foundation, uma ONG Dinamarquesa especializada em introduzir no mercado de trabalho, pessoas que possuem a Síndrome do Continue

Palestra Anita Brito – Paulínia

Olá minha família azul, tenho a honra de postar em meu site (blog), este artigo sobre o evento realizado na cidade de Paulínia, com todos os créditos para a equipe da “Simples Assim”. Caso não conheça ou saiba ou que é a Simples Assim, vou deixar um link abaixo para que possa visitar e conhecer, tenho que certeza que vai amar! No dia não consegui gravar toda a palestra da Anita, pois eu estava sem o Tripé da Câmera, o que fazia meu braço doer, Continue

Cineasta se esforça para mudar o autismo representando nos filmes

Colin Goldman, um roteirista cujo filho está no espectro do autismo, tem a intenção de mudar a maneira como personagens autistas são representados nos filmes. Goldman disse que normalmente autismo é representado através de um “garoto peculiar que, você sabe, gosta muito de foguetes ou resolve códigos para a CIA ou algo parecido”, mas que na vida real, os papéis são bem diferentes. Ele quer elaborar filmes para representar as pessoas autistas na sua vida quotidiana, e não apenas como tipos “gênios”. Depois de se tornar pai Continue